Estoque de IPv4 acaba em 2014; IPv6 é tema de debate no III Fórum da Internet



O esgotamento do protocolo IPv4 no Brasil deve ocorrer no primeiro semestre de 2014. A previsão anunciada nesta quarta-feira (5) é do gerente de projetos do Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologias de Redes e Operações do NIC.br, Antônio Moreiras, que coordenou o mini-curso sobre IPv6 durante o III Fórum da Internet no Brasil, em Belém. De acordo com a avaliação de Moreiras, a adoção do IPv6 por redes e aparelhos é cada vez mais necessária.



“O IPv4 deve se esgotar entre maio e junho de 2014 na nossa região, mas com base no consumo total pode ser que isso ocorra antes da previsão”, explica Moreiras.
Moreiras diz que no Brasil os trabalhos para adequação de redes e equipamentos não estão parados. “Entretanto o cronograma do governo e de algumas empresas é incompatível com o prazo”, aponta o gerente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, entidade civil e sem fins lucrativos que implementa projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil.
O que são IPv4 e IPv6?
O IPv4 é o atual protocolo de comunicação que permite a “conversa” entre os diversos computadores conectados à Internet, sejam eles computadores, tablets ou celulares. As especificações reservam 32 bits para um endereço numérico (IP), gerando mais de quatro bilhões de endereços para máquinas (número insuficiente e que esta se esgotando).
Já o IPv6 é a versão mais atual do protocolo de comunicação da Internet, sua implantação tem se dado de forma gradativa e é vital para os sites populares. A expectativa é a de que o IPv6 substitua o IPv4 com uma capacidade superior de endereços do novo protocolo.
Os endereços IPv6 são normalmente escritos como oito grupos de 4 dígitos hexadecimais. 
Por exemplo: 2001:0db8:85a3:08d3:1319:8a2e:0370:7344

Google e Facebook já estão adaptados
As estatísticas do IPv4 publicadas pelo NIC.br mostram que o esgotamento ocorrerá em prazo máximo de 269 dias. Segundo Moreiras, grandes players como Google e Facebook já estão preparados, mas quem ainda não se adequou poderá lidar num futuro próximo com implicações como aumento de chamados técnicos e queda na qualidade do serviço.
Para o usuário final a experiência em alguns serviços online e sites pode ficar comprometida em aparelhos que não suportam o IPv6. A não adequação ao protocolo traz o paliativo chamado de compartilhamento de IPv4, que compromete a segurança da navegação web.

Há ainda a preocupação com equipamentos que só funcionam no protocolo IPv4. É o caso do iPhone, da Apple, que só possui suporte para o IPv6 em conexão wi-fi, diz Moreiras.
A estratégia adotada pelo NIC é reunir com representantes do setor de equipamentos e formatar acordos de autoregulamentação dos prazos de adequação. “É importante ressaltar que adequar não influencia no aumento do preço do produto”, finaliza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta