bannerrootday

Novos iPhones chegam a novos países dias 25/10 e 1º/11; Brasil segue fora

A Apple acaba de anunciar as datas de lançamento e os países que receberão o iPhone 5S e iPhone 5C em breve.






No próximo dia 25, moradores da Itália, Rússia, Espanha e Coreia do Sul já poderão comprar os novos aparelhos. No dia 1º de novembro, será a vez da Índia, México e Turquia, entre outros.
Apesar de não ter data marcada para chegar no Brasil, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já homologou os novos modelos do iPhone na semana passada, o que na prática autoriza o início das vendas dos aparelhos no Brasil. Pela primeira vez, os smartphones da Apple chegarão ao Brasil em modelos que operam na frequência do 4G nacional. Tanto o iPhone 5C (modelo A1507) quanto o iPhone 5S (modelo A1457) funcionam na faixa dos 2600 MHz, tecnologia 4G/LTE adotada pelo Brasil.
Os modelos anteriores de iPhone e iPad com conectividade 4G que chegaram ao País até agora operam na faixa dos 700 MHz, que a Agência Nacional de Telecomunicações deve licitar somente com o desligamento da TV analógica.
Os modelos serão produzidos na fábrica da Foxconn em Jundiaí, no interior de São Paulo, segundo os documentos disponíveis no sistema da Anatel. 
Confira a lista completa
25 de outubro: Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Antilhas Francesas, Grécia, Hungria , Irlanda, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macau, Malta , Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Portugal, Ilhas Reunião, Romênia, Rússia, Eslováquia, Eslovênia, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Taiwan e Tailândia.
1º de novembro : Albânia, Armênia, Bahrein , Colômbia, Ilha de Guam, El Salvador, Guatemala, Índia , Macedônia, Malásia, México, Moldávia, Montenegro, Arábia Saudita, Turquia e Emirados Árabes Unidos.
Fonte: Terra

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018

Ministério Público de SP e Microsoft firmam acordo para barrar crimes cibernéticos