Smartphone Jolla é lançado com interface por gestos e 85.000 apps do Android

Você já conhece o Jolla: criado por ex-funcionários da Nokia, ele roda uma nova encarnação do MeeGo totalmente baseada em gestos. E como prometido, ele foi lançado na Finlândia.


Jolla não está aí para impressionar em especificações: sua tela de 4,5 polegadas tem resolução de apenas 960×540 pixels; e por dentro, temos um processador Snapdragon dual-core de 1,4GHz e 1 GB de RAM. São 16GB de armazenamento com suporte a microSD.
O importante aqui é o software: a interface do Sailfish OS dispensa botões físicos, e é baseada em gestos. Para ativar a tela, toque duas vezes. Para acessar menus, deslize a partir da borda superior da tela. E para voltar à tela inicial, passe o dedo na borda direita (ou esquerda).
Para fechar apps, basta deslizar na tela a partir da borda superior, como no Windows 8. E para visualizar atualizações de redes sociais, é só deslizar de baixo para cima. 
O Jolla também oferece multitarefa “viva”: os apps abertos são reunidos em widgets na tela inicial, e você pode comandar os apps sem abri-los novamente. Por exemplo, para pausar uma música, deslize no widget do app Música; surgem os botões “Pausar” e “Avançar” – basta tocar neles.

E quanto aos apps? Há um SDK para desenvolvedores que querem apostar no Sailfish OS, mas o Jolla também roda apps de Android. O Google Play não está disponível no aparelho, e sim uma loja alternativa, a Yandex.Store. (A Yandex opera o maior site de buscas da Rússia.)
São 85.000 apps, incluindo opções populares como Facebook, Twitter, Skype e Angry Birds. Também há proteção antivírus da Kaspersky e atualizações automáticas. (Você também pode instalar arquivos .apk se quiser.)
O Jolla usa o HERE Maps, da Nokia, como serviço de mapas. Assim como em outras plataformas, ele oferece dados atualizados de mais de 190 países; mas aparentemente, não há suporte a mapas offline.

Outra novidade curiosa é The Other Half. À primeira vista, pode parecer apenas uma capinha removível, porém ela faz mais do que isso. Além de embutir a funcionalidade NFC, ela muda a cor e as fontes da interface, ou abre um app que você escolher. Isso é possível graças ao barramento I²C, um circuito que se conecta ao celular para enviar comandos a ele.
Ainda sobre o hardware, vale mencionar que o Jolla possui câmera traseira de 8 megapixels com flash LED, mais uma câmera frontal de 2 MP. A bateria de 2.100 mAh é removível. São 9,9 mm de espessura e 141 g. A empresa promete que o 4G “funciona nos seis continentes”.
Mas, por enquanto, o Jolla é uma exclusividade da Finlândia. A festa de lançamento está acontecendo agora mesmo, em Helsinque – livestream aqui – onde a operadora DNA abriu uma loja temporária para entregar os 450 aparelhos da pré-venda na Finlândia; lá, ele custa €399 (cerca de R$ 1.250).
O Jolla já esteve em pré-venda para o mundo inteiro. Foram até 50.000 pedidos, segundo a empresa; estes aparelhos serão entregues no final deste ano, “começando na Europa”.
Mas se você quer comprar um Jolla, o jeito é esperar: ainda não há previsão de lançamento por meios convencionais, como operadoras e varejo.
Fonte: Gizmodo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta