Banda larga cresceu 438% com uso de smartphones e tablets

De acordo com o levantamento mais recente da Telebrasil, os acessos à internet pelo sistema de maior velocidade somaram 122 milhões. As redes 3G já estão presentes, hoje, em 3.463 municípios do País.






O uso da internet por smartphones e tablets cresceu mais de cinco vezes (438%) desde 2010, segundo levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). A banda larga como um todo, considerando também as conexões fixas, mais que triplicou nos últimos três anos, registrando 89 milhões de novos acessos. Até outubro de 2013, de acordo com o levantamento mais recente da Telebrasil, os acessos em banda larga somaram 122 milhões, o que significa uma proporção de 64 acessos em cada grupo de 100 habitantes.
A cada ano, um número maior de brasileiros passa a se conectar pela internet e o veículo principal têm sido os smartphones e tablets, seguindo uma tendência mundial de mobilidade. Só em 2013, 95% das novas conexões foram de banda larga móvel. As redes de terceira geração (3G), que permitem acesso à internet em alta velocidade, estão presentes em 3.463 municípios, que concentram 90% da população.
As prestadoras de telefonia móvel também têm estendido a competição ao segmento de banda larga móvel. No Brasil, 68% da população moram em cidades que contam com pelo menos três prestadoras de serviços de 3G.
A conexão pela rede fixa, que é mais adequada para regiões mais densas e geograficamente menores, também evoluiu significativamente. Desde outubro de 2010, o número de acessos em banda larga fixa subiu 46%.

Rede fixa
Levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado nesta semana, comprovou o crescimento da banda larga fixa, que foi de 42% entre 2010 e 2012. Mostrou ainda que o crescimento do acesso em banda larga tem sido maior nos municípios menores, chegando a 120% nas cidades com menos 5 mil habitantes.
Outro levantamento, da Nielsen Ibope, também divulgado nesta semana, mostra que mais da metade (55%) dos brasileiros conectados à internet têm em seus domicílios acesso fixo com velocidade acima de 2 Mbps, o que representou um aumento de 30% em relação a outubro do ano passado.
O Ipea levou em conta também as desigualdades regionais existentes no Brasil e sugeriu a adoção de políticas públicas para fomentar a competição. A Telebrasil, em seus dois últimos painéis nacionais - o Painel Telebrasil -, tem apresentado propostas para a redução dessas desigualdades, que são evidenciadas por grandes diferenças de renda da população e elevada carga tributária.
Fonte: D24AM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta