John McAfee lança aplicativo de mensagens privadas Chadder

John McAfee acha que o mundo poderia utilizar mais um aplicativo de mensagens.



O ex-criador do software antivírus que leva o seu nome e fugitivo internacional está promovendo um novo app chamado Chadder, que afirma manter as mensagens trocadas por meio dele seguras por meio de criptografia de servidor de chaves.
O aplicativo está disponível para Android e Windows Phone, e uma versão para iOS será liberada em breve. No entanto, o aplicativo parece estar inacabado, sem sequer ser merecedor da tag "beta" que desenvolvedores costumam usar em suas descrições.
Teoricamente, o usuário é capaz de procurar o destinatário da mensagem pretendida pelo nome, telefone ou e-mail e, em seguida, usar um código de quatro dígitos, que atua como a chave de criptografia. Tal chave permanece invisível para o Chadder, assegurando que somente o destinatário pode ver as mensagens.
Em nossos testes, eu não consegui encontrar um colega no app pelo nome, mesmo quando ele configurou a exibição do perfil dele para "público".
Preencher com um código no campo indicado simplesmente faz com que tal código desapareça. Mesmo que tenha algum passo essencial que deixamos passar despercebido, o app está longe de ser amigável ao usuário. E, uma vez que você criou uma conta, o serviço não te dá qualquer opção para poder apagá-la.
Tirando o fato de McAfee ter dado algum tipo de notoriedade ao aplicativo, ainda não está clara a extensão do envolvimento do executivo com o Chadder. Um release divulgado para a imprensa diz que a companhia de McAfee, a Future Tense Secure Systems, lançou o app "em parceria com a" Etransfr e também diz que uma equipe de desenvolvedores do Rochester Institute of Technology ajudou a construi-lo. Na Google Play, a Etransfr está listada como desenvolvedor único e parece ser responsável por coletar feedbacks e responder às avaliações dos usuários. Em resposta a um dos reviews, a Etransfr disse que tem trabalhado no Chadder por apenas um mês.
A outro único produto disponível da Future Tense Secure Systems (que também atende pelo nome de Future Tense Central) é um aplicativo de controle de privacidade chamado de DCentral1. McAfee anteriormente anunciou um hardware com um nome similar, que supostamente permitiria comunicações locais seguras, mas o produto nunca foi oficialmente lançado.
Claramente o executivo gosta de provocar a empresa que ainda leva o seu nome. Mas sem um pouco de controle de qualidade, seu novo empreendimento não vai se sair melhor.
Fonte: IDG NOW

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta