Moto E ou Razr D3? Confira o comparativo de celular da semana

Moto E, novo smartphone de entrada da Motorola, tenta colocar em um pacote mais barato tudo o que vem dando certo desde o lançamento do Moto X. Porém, com o bom Razr D3 ainda à venda no mercado, a comparação é inevitável antes de decidir pela compra. Se você está em busca de um dos smartphones, confira abaixo o aparelho que mais merece seu investimento.




Desempenho: Moto E
Ambos os aparelhos trazem consigo processadores dual-core, mas o modelo encontrado no Moto E é mais recente e, notadamente, mais eficaz – o Snapdragon 200, da Qualcomm. O Razr D3 vem equipado com um chip de baixo custo, fabricado pela Mediatek, lançado há um ano.
Em termos de memória, há empate. Os dois dispositivos vêm com 1 GB de RAM, 4 GB de armazenamento e entrada para cartão microSD de até 32 GB.

Bateria: Empate
Uma vantagem de aparelhos com hardware mais modesto é o baixo consumo de energia. Nesse sentido, os dois oferecem, de acordo com a fabricante, um dia inteiro de bateria – isso apesar do Razr D3 ter uma duração ligeiramente maior.
Parte do desempenho do Moto E se deve à otimização do Android 4.4, que permite uma boa autonomia mesmo com uma tela maior e de maior resolução. Em resumo, bateria não é problema para ambos.
Tela: Moto E
Nesse quesito, o Razr D3 não consegue competir com o Moto E. O smart mais recente da Motorola traz uma tela 0,3 polegadas maior e com imagens mais agradáveis graças aos 156 pixels por polegada, em uma área de 540 x 960 pixels.
Dimensões: Razr D3
O Razr D3 é certamente mais compacto. Medindo 119.3 x 59.8 x 9.8 mm, suas dimensões são todas menores que as do Moto E, que somam 5 mm a mais na altura e largura, além de 2,5 mm a mais na espessura. O Razr também é 22 g mais leve – são 120 g contra 142 g.

Design: Empate
Moto E e Razr D3 usam plástico na construção, e seu design não salta aos olhos de maneira alguma. Portanto, a aparência se trata mais de uma questão de gosto do que necessariamente qualidade no projeto dos aparelhos. Pode-se dizer, porém, que o Moto E leva pouca vantagem por seguir o padrão mais moderno da linha, inaugurado com o Moto X, mas não chega a ser um diferencial.
Câmeras: Razr D3
Qualidade de foto não é destaque em aparelhos de entrada, e o mesmo se aplica para os smartphones deste comparativo. Mas, o modelo mais antigo da Motorola traz um sensor capaz de capturar imagens maiores e com ajuda do flash, inexistente no aparelho mais recente.
É possível fazer fotos de 8 megapixels e vídeo em HD (720p) com a câmera traseira do Razr, contra 5 megapixels e gravação com resolução de 854×480 no Moto E. Além disso, o Razr tem câmera frontal para realizar videochamadas, o que não é possível no Moto E.
Sistema operacional: Moto E
O Android do Moto E é mais atual (4.4 “Jelly Bean”) e limpo, por isso oferece experiência melhor que o Razr D3, que ainda não passou da versão 4.1 (Jelly Bean). O Moto E conta ainda com apps exclusivos como Moto Assist, Moto Alerta e Migração Motorola.
Preço e disponibilidade: Moto E
Razr D3 e Moto E são vendidos por praticamente o mesmo preço, R$ 599, mas o modelo mais recente, por motivos óbvios, pode ser encontrado com mais facilidade nos varejistas brasileiros. O estoque do Razr D3 já está escasso nos estoques.

Conclusão: Moto E
No seu lançamento, o Razr D3 se mostrou uma boa opção para usuários que buscam smartphones básicos e eficientes por um preço justo, mas isso vem mudando desde o Moto G. Com o novo modelo de entrada da Motorola, vários recursos apresentados há um ano foram refinados (como o processador) e passaram a integrar um aparelho mais bem acabado.
O Moto E é uma melhor escolha porque é mais recente e, por isso, com mais chances de ter o software atualizado, o que geralmente é prova de longevidade. Além disso, ele conta com suporte à TV Digital, algo que atrai em época de Copa do Mundo e Olimpíadas e que só está disponível no “irmão mais novo” do D3, o Razr D1.
No embate quesito por quesito, o Moto E ganhou de 6 a 4.

Fonte: Techtudo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta