Desfragmentar o disco ainda é uma boa ideia?




Você sabia que mesmo os computadores de última geração com Windows 8 ou 8.1, um grande HD e um potente processador ainda baseiam-se em um armazenamento fracionado?

Pensando nesta realidade de todos os usuários do Microsoft Windows, o Blog AED TECNOLOGIA em parceria com a equipe do TuneUp preparou uma postagem recheada de dicas para você manter seu disco e arquivos em ordem.


Qualquer usuário do Windows, alguma vez, se deparou com a opção de desfragmentação de Windows e muitos deles inclusive a utilizaram. Os laboratórios da TuneUp asseguram que saber o que é, por que está ali e como funciona a desfragmentação não é somente uma boa base para o conhecimento geral de qualquer usuário, mas também uma ajuda para apreciar a mecânica de trabalho do computador e inclusive pode contribuir com a melhora de rendimento e velocidade do mesmo.

Ao contrário do que muitos pensam a desfragmentação não é complicada. A fragmentação em si é o termo que se utiliza para descrever o fato do computador armazenar os dados de forma desordenada. Normalmente, um computador “grava” os arquivos no disco rígido em várias partes, baseado no espaço que se encontra disponível e com relação ao tamanho e formato do arquivo que se está tentando salvar. 

O problema é que um arquivo poderia consistir, por exemplo, em 12 partes, atadas ordenadamente juntas. Porém, no momento de salvá-lo, o primeiro espaço que se encontra disponível no HD somente pode ajustar seis “partes” deste arquivo, fazendo com que as outras seis restantes sejam deslocadas até o seguinte espaço livre. Dois espaços adicionais são encontrados para três partes do arquivo cada um, resultando que o arquivo seja totalmente salvo em três locais diferentes. Na prática, o disco rígido não alinha necessariamente todas as partes dos dados uma junto da outra, mas sim, de maneira aleatória.

Abrir e fechar o arquivo em ocasiões posteriores faz com que este se torne potencialmente ainda mais fragmentado. A internet e a memória cache do sistema também terão um impacto na estrutura dos arquivos no HD. A limpeza periódica destes dados de memória cache (embora seja muitas vezes uma boa ideia), pode levar a uma maior fragmentação.

A desfragmentação tem como objetivo diminuir a distância de viagem das agulhas do HD ao reunir estes pedacinhos de arquivos dispersos, formando um grupo consolidado e interconectado. Deste modo, consegue-se um acesso de leitura do arquivo muito mais rápida e eficiente. 

Por que desfragmentar é uma boa ideia?

Se a fragmentação é permitida sem nenhum tipo de controle, como o passar do tempo, o PC ou notebook, correrá o risco de perder um ou vários pedaços de dados. Se algum destes elementos de arquivo pertence a um arquivo crítico do sistema como um DLL, então o arquivo como um todo pode estar em risco de tornar-se corrompido e inutilizável. 

Portanto, a desfragmentação do disco não é somente para adicionar velocidade e eficiência, mas também é uma questão de preservação da saúde dos dados a longo prazo, que, naturalmente, os usuários desejam proteger. 

Com que frequência deve-se executar a desfragmentação do HD?

Enquanto alguns analistas do setor argumentam que os modernos sistemas operacionais do século XXI eliminam a necessidade da desfragmentação, o conselho dos especialistas da TuneUp é que esta premissa não é totalmente correta. Afinal de contas, Windows 8 ainda inclui a ferramenta de desfragmentação com uma interface de usuário melhorada e compatibilidade com unidades de estado sólido (SSD) que identifica visualmente o tipo de armazenamento no disco do computador. 

Para realizar a desfragmentação do HD, é possível utilizar a ferramenta de sistema do Windows:
 
ou deixar que o TuneUp Utilities™ 2014:



se encarregue desta tarefa periodicamente como parte de sua Manutenção automática ou no momento que mais convenha ao usuário, selecionando Manutenção em um Clique. Segundo as recomendações da Microsoft, sempre que a análise de fragmentação resultar em uma porcentagem maior que 10%, o disco deveria desfragmentar-se. 

Para acelerar o computador de forma permanente, fiável e segura, TuneUp Utilities™ 2014 está disponível para download diretamente no site oficial da TuneUp, com uma versão de teste gratuita durante 15 dias com todas as funcionalidades do programa

Para mais informações sobre o TuneUp Utilities, visite: http://www.tuneup-software.com.br/

E ai gostou da matéria? e o que acha de ter uma licença do TuneUp? 

Não esqueça de deixar o blog em seus favoritos e ficar ligado, em breve lançaremos uma promoção para você querido leitor concorrer a uma licença para esta maravilhosa e completa ferramenta de reparo do seu PC.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta