E-mail do Google passa a reconhecer caracteres não latinos e com acento



O Google anunciou que a partir desta terça-feira (5) o Gmail reconhecerá endereços de e-mail que contenham letras acentuadas, como “é”, “ã” ou “à”, ou escritos com caracteres não latinos. Isso quer dizer que serão permitidos e-mails do tipo "josébrandã[email protected]" ou "武@メール.グーグル".


Segundo o Google, isso significa que os usuários poderão enviar e-mails a pessoas que tenham esses caracteres em seu endereço de e-mail ou receber mensagens delas.

A aceitação desses caracteres é apenas o começo, de acordo o Google. “Esse é apenas um primeiro passo e ainda há caminho a percorrer. No futuro, nós queremos fazer com que seja possível usar esses caracteres para criar contras de Gmail”, afirma Pedro Chaparro Monferrer, engenheiro de software, em post no blog da empresa.


Aceitar letras não latinas era impossibilitado pela tecnologia por trás do serviço. Mas, conforme conta Monferrer, a organização Força Tarefa de Engenharia para Internet (IETF, na sigla em inglês) criou em 2012 um novo padrão para suportar endereços de e-mail não latinos e acentuados.Segundo Monferrer, usar apenas caracteres latinos limita a disseminação do serviço pelo mundo. “Menos da metade da população do mundo tem como língua mãe uma que usa o alfabeto latino. E ainda menos gente usa apenas letras de A-Z. Portanto, se seu nome (ou o do seu animal de estimação favorito) contém caracteres acentuados (como José Ramón) ou é escrito em outro sistema, como Chinês ou Sânscrito, sua opção de e-mail é limitada”, diz.

“Para esse novo padrão se tornar uma realidade, todo provedor de e-mail e todo site que pergunta qual o endereço de correio eletrônico deve implantá-lo”, afirma o engenheiro do Google. “A tecnologia está aí, mas alguém tem que dar o primeiro passo.”

Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta