Pela 1ª vez, acesso à internet chega a 50% das casas no Brasil, diz pesquisa

O número de lares brasileiros conectados à internet chegou ou 32,3 milhões de domicílios em 2014. Pela primeira vez, 50% do total das casas estão conectadas, mostra a pesquisa TIC Domicílios 2014, realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br) e apresentada nesta terça-feira (15).





O Cetic, órgão vinculado ao Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (Nic.br), elaborou a pesquisa a partir de entrevistas a moradores de 19 mil domicílios em mais de 350 municípios de todo o Brasil entre outubro de 2014 e março de 2015.

Em 2013, 43% das casas no Brasil estavam conectadas. O salto para 50% ocorreu porque, a partir da edição de 2014, a TIC Domicílios passou a incluir na conta dos lares conectados as casas com acessos feitos pelo celular.

81,5 milhões acessam por celular
“O smartphone têm sido um dispositivo que permite a inclusão de cidadãos que não usavam a rede”, afirmou Alexandre Barbosa, gerente do Cetic. A pesquisa aponta que 47% dos brasileiros com mais de 10 anos, ou 81,5 milhões de pessoas, navegaram na internet por meio de um celular em 2014.

Diferentemente dos dados da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel), que mostra o número de linhas de celular, a pesquisa traz a quantidade de pessoas que de fato usaram celular. Em 2014, o Brasil atingiu 148,2 milhões de pessoas com acesso ao aparelho. Segundo a Anatel, o país fechou o ano com linhas de 281,1 milhões – densidade de 138 conexões móveis a cada 100 habitantes.


A pesquisa mostra ainda que os computadores já não contribuem mais para impulsionar a inclusão digital. Se em 2013, 49% das casas possuíam computadores, em 2015, esse índice passou a 50%. “É interessante observar que o movimento que a gente observa nos domicílios com acesso à internet não ocorre na proporção de domicílios com acesso ao computador”, afirma Oyadomari.Apesar da alta penetração, 14% da população ainda não usa celular, mostra o estudo do Cetic. Segundo Winston Oyadomari, coordenador da pesquisa, esses excluídos móveis estão na classe C e D (32% não usa celular) e na zona rural (26% não usa celular).

Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta