Rival do PowerPoint, Prezi atinge 60 milhões de usuários



Dona de um produto que concorre diretamente com o PowerPoint, a Prezi oferece um software para criar apresentações com animações diferentes nas transições de páginas e com todos os dados guardados na nuvem. Nesta quinta-feira (17), a empresa anuncia que chegou ao número de 60 milhões de usuários em todo o mundo, sendo que mais de 2 milhões deles estão no Brasil.

Desde novembro de 2014, 10 milhões de novos usuários criaram trabalhos usando o software na nuvem da Prezi. Mais de 190 milhões de apresentações públicas foram feitas desde a fundação da companhia, em 2009. No total, elas tiveram 1 bilhão de visualizações até o momento.

"O recurso que oferecemos para contar histórias visualmente é crucial para o sucesso dos nossos clientes, ajudando-os a se destacar em um mundo barulhento em que os bullet points [pontos de destaque] muitas vezes substituíram o significado de algo", afirmou, em nota, Peter Arvai, CEO e cofundador da Prezi.

Em entrevista a EXAME.com, Rocío Nierop, gerente regional da Prezi responsável pela América Latina, contou que a empresa já registrou picos de uso do software no Brasil que beiram às 2 mil visualizações por hora. 

Rocío atribui a gradual substituição do PowerPoint pelo Prezi a um efeito social "viral" provocado pelo uso. "Quando as pessoas veem alguém usando o Prezi em uma apresentação, seja na escola, seja no escritório, elas percebem que o modelo é especial e elas também querem ser especiais, por isso, testam o Prezi", afirmou a gerente.

Fundada na Húngria, a Prezi tem o seu maior número de usuários nos Estados Unidos. Mas Rocío informa que a América Latina, como um todo, têm crescido muito nos últimos tempos e, atualmente, conta com 16 milhões de usuários da Prezi.

Recentemente, Amanda Carvalho, brasileira graduanda da Universidade Federal de Ouro Preto ganhou um concurso da Prezi pela criação do trabalho que obteve o maior número de votos entre projetos da América Latina, Espanha e Portugal. A versão do software traduzida para o português foi lançada em setembro de 2013.

Apesar do Brasil ser um dos mercados de crescimento mais rápido para a empresa, ainda não há um escritório no país. A unidade responsável pelas operações em toda a América Latina fica no México.

O objetivo da Prezi agora é entender as necessidades locais de cada um de seus mercados e se adaptar a elas para oferecer um serviço de maior qualidade para determinados públicos.

Outro projeto para o futuro é se aproximar mais do setor educacional, que é importante para a empresa. Já existem iniciativas com o objetivo de estabelecer parcerias com governos, como o dos Estados Unidos, para levar assinaturas do serviço premium da Prezi para escolas públicas. Mas, no Brasil, nada foi firmado até o momento.

Fonte: Info

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta