Microsoft usa tática controversa para estimular update do Windows 10





Você quer baixar o Windows 10 agora ou agora? Essa é a pergunta com a qual me deparei quando usei um notebook com Windows 8.1 nesta semana.


Antes uma pequena caixa de diálogo, o pedido “Get Windows 10” tomou uma boa parte da tela, e, pior, apresenta apenas duas opções de ação para o usuário: “Upgrade now” (“Faça o upgrade agora”) e “Start download, upgrade later” (“Inicie o download, faça o upgrade depois”). Não há nenhuma opção imediata do tipo “No thanks” (“Não, obrigado”).

Para ser justo, ainda é possível simplesmente fechar a janela usando o X no canto superior direito, e se clicar em umas das duas opções acima, talvez apareça um “Não” depois.

Mas ter apenas duas opções de ação grandes desse tipo em uma janela pop-up que te levam a um download do Windows 10 parece algo inerentemente desagradável. Como se a Microsoft estivesse tentando enganar usuários mais novatos e/ou com menos conhecimento de tecnologia.

No entanto, vale notar que o comportamento mais irritante do Windows 10 ainda não chegou. Em 2016, a Microsoft planeja empurrar o Windows 10 como um Update Recomendado para os usuários que ficaram com o Windows 7 ou 8.1 por enquanto. Se você usa a opção padrão do Windows Update e instala automaticamente todas as atualizações recomendadas (como a maioria dos usuários deve fazer), isso significa que o Windows 10 começará a ser baixado no seu PC assim que a Microsoft virar essa chave – em vez de pedir a sua permissão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta