FBI usa hackers para derrubar maior portal de pedofilia da web




A polícia federal norte-americana anunciou nesta sexta-feira, 8, a desativação daquele que era considerado o maior site distribuidor de conteúdo sobre pedofilia na internet. O Playpen só era acessível para usuários da "Deep Web": páginas da rede que não podem ser localizadas por motores de busca comuns (como o Google).

Segundo o FBI, o site tinha mais de 215 mil inscritos e 11 mil visitantes por semana. Para desarticular o serviço, a polícia usou uma técnica hacker conhecida como NIT ("network investigative technique", ou "técnica de investigação de rede"). Desse modo, mais de 1.300 endereços de IP - pertencentes aos visitadores do site - foram identificados.

Os investigadores localizaram os servidores que sustentavam o Playpen em fevereiro de 2015, mas em vez de desativá-lo imediatamente, transferiu a hospedagem do site para os próprios computadores da polícia. Desse modo, o FBI começou a enviar "termos de uso" para os visitantes (que, é claro, não o leram) através do qual puderam identificar seus endereços de IP.

O FBI não deu mais detalhes de como seu NIT funciona, mas assegurou que pretende abrir mais de 1.500 processos na Justiça americana contra os potenciais criminosos que acessavam o site.


Via Motherboard

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta