Microsoft faz parceria com Canonical e leva Ubuntu Linux ao Windows 10




A Microsoft anunciou que o Windows 10 receberá o Bash, a famosa linha de comando do Linux. A novidade é resultado de uma parceria inédita entre a gigante de Redmond e a Canonical, a mesma produtora do UbuntuLinux. O anúncio foi feito por Kevin Gallo, vice-presidente corporativo da Microsoft, durante a conferência Build 2016, realizada na Califórnia. Gallo afirmou que “o shell Bash está vindo para o Windows”. Segundo o executivo, a nova função será ativada como parte da atualização do Windows 10 Anniversary Update, que será lançada em breve.

Ainda segundo Kevin Gallo, o Bash e seus comandos serão nativos (cortesia da Canonical) e os usuários poderão baixá-los da Windows Store. Para mostrar esse detalhe, foi exibido na apresentação um terminal com um prompt, comandos como cd e ls, e até mesmo uma chamada ao editor emacs.

“Fizemos uma parceria com a Canonical para oferecer esta grande experiência”, disse Gallo ao apresentar a novidade, que já era um rumor. Apesar de parecer algo inédito, ferramentas de terceiros têm permitido isso há anos. A parceria direta entre a Microsoft e a Canonical deve oferecer ainda mais flexibilidade e conveniência para os desenvolvedores que preferem usar essas ferramentas.

A implementação torna possível executar o Bash e algumas linhas de comandos do Linux no Windows, como se o usuários estivessem usando uma instalação genuína do Ubuntu em cima do Windows, com todas as ferramentas de linha de comando do Linux (awk, sed, grep, vi, etc). Assim como no Linux, os binários são baixadas pelo usuário (usando apt-get, afinal é baseado no Ubuntu Linux). É possível até usar o apt-get e baixar outras ferramentas como Ruby, Redis e emacs.



O que é o Bash?
O Bash interpreta comandos, um tipo de tradutor entre o sistema operacional e o desejo do usuário, normalmente conhecido como shell e utilizado no Linux e outros sistemas baseados no estilo Unix, principalmente por desenvolvedores. Permite a execução de sequências de comandos diretamente no prompt do sistema operacional ou armazenadas em arquivos de texto, também conhecidos por muitos como shell scripts.


Fonte: Techtudo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta