bannerrootday

OAB se posiciona contra limitação da internet e critica atuação da Anatel



O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio Lamachia, é mais um que passa a criticar a atuação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo ele, o órgão não está atuando como um regulador do setor, mas, sim, como um sindicato a serviço das operadoras de telefonia. 

Ao que explicou na tarde desta segunda-feira em uma audiência do Conselho de Comunicação Social do Congresso, o plano de restringir o acesso à internet aumenta os lucros das empresas que atuam no setor e é contrário à ideia de inclusão social estabelecida pelo Marco Civil da Internet.

Lamachia ainda explica que 70% dos países do mundo trabalham com serviços de internet sem restrição de acesso. Por isso, para que o Brasil não caminhe na contramão da tendência mundial, o presidente da OAB afirmou que a entidade irá entrar com uma representação pública contra a agência. “Eu defendo, inclusive, que se instale uma CPI no Senado ou na Câmara para examinar a atuação da Anatel”, disse.




Além disso, profissional do setor judiciário também criticou o que chamou de “leniência da Anatel” em relação à falta de investimentos das companhias privadas de comunicação no aprimoramento da tecnologia eletrônica. De acordo com ele, a carência de infraestrutura nessa área afeta diretamente outros setores fundamentais para o cidadão. 

Vale lembrar que a OAB não é a primeira organização que critica a atuação a agência. A Proteste, organização que luta pelos direitos dos consumidores, também não se mostrou feliz com as atitudes tomadas pelo órgão regulador e, inclusive, entrou em contato Ministério da Ciência e Tecnologia para debater o caso já que o órgão tomou uma medida que contraria a estipulada pelo governo e que determinou que as empresas de telecomunicações não estavam autorizadas a limitar os planos de internet fixa. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuidado com as redes gratuitas nos Jogos Olímpicos de 2016

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec