'Não existe necessidade', diz ministro sobre taxar Netflix e WhatsApp



A revolução de serviços online como Netflix e WhatsApp gerou uma grande dor de cabeça às empresas que atuavam no Brasil há décadas. As provedoras de TV por assinatura, assim como as operadoras de telefonia, veem nesses novos competidores uma concorrência desleal, já que eles não pagam os mesmos impostos e nem recebem a mesma regulamentação do governo. No que depender do atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, porém, Netflix e WhatsApp podem ficar despreocupados em relação a possíveis taxações - pelo menos por enquanto. Em evento realizado na noite da última quinta-feira, 18, em São Paulo, o ministro comentou o assunto. "Nós estamos à frente do ministério para defender o usuário. Se o usuário hoje tem acesso a um serviço que é gratuito, você não pode criar - já que não existe necessidade - ônus para o usuário", disse Kassab durante a inauguração do novo anel óptico que interliga os dois principais pontos de troca de tráfego na capital paulista. Por outro lado, Kassab também disse que é preciso entender a situação financeira das operadoras, "para que elas possam continuar prestando um bom serviço". De todo modo, o ministro reiterou que serviços como o do WhatsApp devem continuar sendo prestados gratuitamente no Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta