A nova Intel Optane Memory quer tornar os HDs mais rápidos do que SSDs



A Optane Memory, da Intel, pode ser uma das decepções mais revolucionárias na história do armazenamento. Anunciados nesta segunda-feira, 27/3, os novos aparelhos para o consumidor baseados na Optane estarão disponíveis a partir de 24 de abril em dois modelos diferentes: uma versão de 16GB por 44 dólares e outra de 32GB por 77 dólares. Ambos possuem velocidades insanas de leitura (1.28GBps) e gravação (280MBps).
Se você está pensando como pode instalar o Windows 10 em um desses, você não pode. Em vez disso, os dois primeiros aparelhos Optane Memory são feitos para serem usados como drives cache para um HD tradicional, usando uma técnica similar à Smart Response Technology que a Intel introduziu em 2011.
Por que isso importa
A Optane Memory é algo relativamente distante do que esperávamos depois que a Intel e a Micron anunciaram o 3D XPoint em 2015. A memória não-volátil foi “hypada” como a próxima grande coisa rápida, prometendo “1 mil vezes” o desempenho dos SSDs atuais baseados em NAND com uma densidade maior e custo menor do que DRAM. 
O 3D XPoint chegou a me fazer considerar como poderíamos reformatar o PC com o passar do tempo, quando um computador poderia simplesmente ter uma memória 3D XPoint de 4TB fazendo tudo, em vez de 16GB de RAM e um HD. Aparentemente teremos de ser pacientes para isso.
Por que não devemos descartar a Optane
Todos que esperavam que os primeiros drives Optane reequilibrassem a galáxia provavelmente ficarão desapontados com a Intel Optane Memory. Esses dois primeiros drives Optane não são voltados para entusiastas, nem para ninguém com um computador forte. Eles são direcionados para as massas que ainda utilizam HDs tradicionais - segundo dados da IDC citados pela Intel, cerca de 80% dos PCs desktop do mundo ainda usam HDs.

Fonte: IDGnow

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta