bannerrootday

Bitcoin volta a subir mesmo com ameaça de proibição na China



Apesar da ameaça da China de bloquear todo tipo de criptomoeda no país, a bitcoin teve alta nesta segunda-feira, 18, e voltou a superar a marca de US$ 4.100.

De acordo com o The Wall Street Journal, autoridades chinesas já alertaram executivos de criptomoedas da intenção de bloquear as transações feitas com esse recurso no país. A ideia é desativar todos os canais de troca de moedas virtuais, não apenas os comerciais.
O possível bloqueio fez a cotação da bitcoin despencar: na semana passada, a moeda chegou a valer menos de US$ 3.000 após meses em alta. Hoje, no entanto, seu valor voltou a subir, e por volta das 12h30 (horário de Brasília) a bitcoin valia US$ 4.060, depois de ter ultrapassado a marca de US$ 4.100 nas primeiras horas do dia.

De janeiro para cá, a bitcoin acumula uma valorização de mais de 300% - a criptomoeda valia cerca de US$ 1.000 no primeiro dia do ano. Resta saber qual será o impacto real da proibição chinesa na sua cotação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018