bannerrootday

Hackers modificam CCleaner e distribuem malware na aplicação oficial





O CCleaner é conhecido como um dos apps mais utilizados por usuários de Windows para realizar uma 'faxina' em suas máquinas, removendo arquivos desnecessários e corrigindo erros de registro.

A solução, que também está disponível para o Android, foi criada para melhorar a experiência dos usuários rodando a plataforma para PCs e Tablets da Microsoft, no entanto, trouxe uma grande dor de cabeça para bilhões de pessoas.

Após ser alertada do problema pela Cisco Talos, a Piriform, firma por trás da criação do software, anunciou através de uma publicação em seu blog oficial que devido à um 'incidente de segurança' seu aplicativo tem distribuído malwares para milhares de pessoas no último mês.

O malware, que foi distribuído entre os dias 15 e 12 de setembro, parece estar presente apenas nas versões de 32-bits do CCleaner 5.33.6162 e CCleaner Cloud 1.07.3191; após a denúncia, a Piriform interrompeu imediatamente a distribuição e download das compilações em questão, mas o 'estrago' maior já havia sido feito.

O malware vinha 'disfarçado' no setup do CCleaner — sim, aquelas telas que geralmente ninguém lê e só aperta 'next' — e quando instalado, enviava para os hackers informações que incluíam nomes dos PCs, detalhes sobre apps instalados, endereços MAC de adaptadores de rede e detalhes sobre os updates do Windows.

Tais dados permitiam, inclusive, que os hackers controlassem remotamente o PC das vítimas, instalando ainda mais malwares. Adquirida pelo Avast no começo desse ano, a Piriform possui mais de 2 bilhões de usuários, e conta com 5 milhões de instalações semanais do CCleaner — tendo dito isso, dá pra ter uma noção do porte da distribuição.

Para ter certeza de que você não está infectado, atualize o CCleaner para a versão mais recente e busque em sua lista de apps por programas que tenham sido instalados sem sua permissão, em seguida, desinstale-os.

Fontes: 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuidado com as redes gratuitas nos Jogos Olímpicos de 2016

CANAL NO TELEGRAM

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018