bannerrootday

Vendas de ransomwares cresceram 2.500% na dark web entre 2016 e 2017



Segundo um estudo conduzido por pesquisadores do serviço antimalware Carbon Black, o mercado de ransomwares cresceu 2.500% com as vendas acontecendo na dark web entre o ano passado e o atual. A empresa monitorou 21 dos principais vendedores de malwares deste tipo na dark web, mas a estimativa é de que haja mais de 6.300 mercados que oferecem ransomware por lá.

Esse percentual significa que o lucro com as vendas de ransomwares é de aproximadamente US$ 6,2 milhões, sendo que, no ano passado, esse valor era de cerca de US$ 250 mil. Segundo os autores do estudo, "cibercriminosos estão cada vez mais vendo oportunidades de entrar no mercado e fazer um dinheiro fácil por meio de uma das várias ofertas de ransomware disponíveis em mercados ilícitos".

Uma das razões que justificam essa expansão são as moedas virtuais e navegadores anônimos, como é o caso da Bitcoin e do Tor, facilitando a proliferação de atividades criminosas na rede. "Como resultado da maturidade dessas inovações, a economia clandestina de ransomwares é agora uma indústria que se assemelha à de softwares comerciais — completa, com desenvolvimento, suporte, distribuição, garantia de qualidade e até mesmo centrais de ajuda", explicou o estudo.

Há desenvolvedores de ransomware que já ganham mais de US$ 100 mil por ano, valor superior à média de US$ 70 mil obtida por quem trabalha em indústrias legítimas. Em 2016, os pagamentos de resgates de ransomware chegaram a US$ 1 bi, e esse valor só tende a aumentar. E, como os alvos são muitos, desde usuários finais até grandes empresas que pecam na atualização de seus sistemas e não fazem os devidos backups periódicos, essa prática está em voga.

Fonte: Canaltech

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018