Microsoft leva LinkedIn ao Word para ajudar usuários a escrever seus currículos








Microsoft lançou nesta quarta-feira (8) uma novidade para o Office 365 que vai ajudar quem precisa encontrar uma recolocação no mercado e precisa dar aquele tapa no currículo.

O Resume Assistant é uma funcionalidade que abre diretamente no Word e se conecta ao LinkedIn. Ele começa a funcionar automaticamente quando o programa identifica um documento criado pelo usuário como sendo um currículo.

Uma das possibilidades que o novo recurso oferece é dar exemplos de experiência profissional considerados como bem sucedidos no LinkedIn. Ele pega descrições de perfis públicos da rede social e sugere ao usuário.

Por exemplo, se a pessoa tem dificuldade de descrever seu cargo ou suas funções, o Resume Assistent busca perfis similares no LinkedIn e sugere o texto para colocar no currículo. O usuário pode ainda criar filtros por função e área de atuação.

O Resume Assistant se baseia em inteligência artificial para fazer as sugestões ao usuário com base em suas experiências e em perfis disponíveis no modo público no LinkedIn. Além disso, a funcionalidade também vai recomendar vagas disponíveis que se encaixem no perfil do usuário.
Word domina os currículos

A Microsoft diz que 80% dos currículos são editados no Word, então, nada mais natural do que unir a força do aplicativo a um banco de dados gigantesco de informações sobre carreira e oportunidades de trabalho.

Para facilitar a vida do usuário, o Resume Assistant também trabalha em conjunto com os modelos de currículo inseridos no aplicativo.

O Resume Assistant chega primeiro para usuários de PC que têm uma assinatura do Office 365, mas apenas como parte do programa Office Insiders por enquanto. Os outros usuários deverão receber a novidade nos próximos meses, segundo informou a Microsoft.






Fonte: Canaltech

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ransomware de origem russa Spora chega ao Brasil e causa estragos

Intel anuncia nova tecnologia de armazenamento

Nintendo Switch já está sendo vendido no Brasil e o preço assusta