bannerrootday

Contra fake news, Facebook pede para usuários avaliarem fontes de notícias

Rede social vai priorizar as fontes de informação de acordo com o grau de credibilidade conferido pelos usuários




Em sua luta contra as chamadas fake news, o Facebook precisará da ajuda dos seus 2 bilhões de usuários para determinar quais são as fontes legítimas de informações e quais são aquelas que estão inclinadas a propagarem conteúdo falso.
Em um post publicado em sua conta pessoal, o CEO Mark Zuckerberg falou sobre a iniciativa. Em resumo, a rede social vai priorizar as fontes de informação de acordo com o grau de credibilidade conferido pelos usuários. 
"Há muito sensacionalismo, desinformação e polarização no mundo atualmente. Redes sociais permitem as pessoas a espalharem informação mais rápido do que nunca e se nós não endereçarmos esse problema, nós o ampliaremos. Por isso é muito importante que o Feed de Notícias promova notícias de qualidade que nos ajudem a construir um senso de realidade comum", escreveu.
Como funcionará
De acordo com Zuckerberg, o Facebook perguntará aos usuários se eles sabem qual a fonte que está publicando a informação e, nesse caso, se confiam nessa fonte.
Isso quer dizer que as publicações de veículos de comunicação que forem avaliados como confiáveis terão maior destaque no feed de notícias da rede social. 
Zuckerberg diz que a mudança não afetará a quantidade de informação que se vê no Facebook. "Só mudará o equilíbrio de informação a favor de fontes que a comunidade de usuários considere confiáveis", escreveu o CEO.
Vale lembrar que há cerca de uma semana, o Facebook havia anunciado que seus algoritmos passarão a dar prioridade de exibição às publicações de amigos e familiares na rede social, jogando sombra ao conteúdo publicado diretamente por meios de comunicação e marcas nas linhas do tempo. Com a mudança, o executivo diz que espera que as notícias correspondam apenas 4% do feed de notícias dos usuários.
 
 Fonte: Idgnow

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entenda o que é o Windows 10 S, a nova versão 'super-rápida' do sistema

ZeusPro: dispositivo promete amplificar sinal Wi-Fi sem utilizar energia elétrica

PC de bolso usa capinha de iPhone como gabinete