bannerrootday

iPhone 6 perde quase metade do desempenho com última atualização do iOS


Quando o Google revelou ao mundo as falhas Spectre e Meltdown, que, resumidamente, são brechas de seguranças presentes em quase todos os processadores lançados nos últimos 20 anos, houve uma preocupação real se a correção poderia causar perda de desempenho. Com o lançamento do iOS 11.2.2, a Apple tentou tapar esse buraco nos iPhones, mas essa redução de velocidade se mostrou palpável em alguns testes.
Quando a Microsoft lançou a correção para o Windows, a empresa deixou claro que processadores antigos sofreriam mais com perda de desempenho do que os novos. No iPhone, isso significa que os celulares mais antigos tendem a apresentar maior lentidão, o que foi demonstrado com um teste envolvendo o iPhone 6 realizado pelo especialista Melvin Mughal.
O teste foi simples: fazer um teste de benchmark que comparasse o mesmo celular antes e depois de ser atualizado. Os resultados, no entanto, mostram que o estrago é grande: a pontuação chegou a cair mais de 50% em alguns dos itens analisados, mas no geral o impacto ficou um pouco abaixo da metade da perda de velocidade.
Segundo a análise realizada pelo aplicativo GeekBench, antes da atualização, o iPhone 6 alcançava uma pontuação de 1561 na análise single-core, que leva em consideração o que um único núcleo é capaz de fazer. Depois da atualização, no entanto, a pontuação caiu para 924, o que representa uma queda de 41%.
Já na análise multi-core, que leva em consideração o que os núcleos do processador conseguem fazer em conjunto, a pontuação ficava em 2665 antes da atualização e caiu para 1616 depois do update, com uma queda de 39%.
Estes resultados podem ser verificados por meio do próprio site do GeekBench, onde é possível verificar como cada item que forma a pontuação geral variou com a atualização. Você pode ver essas informações em detalhes neste link, para ver a pontuação pré-update, e neste link, para ver a pontuação pós-update.
A questão, porém, é complicada do que simplesmente falar "não atualize seu celular para não perder desempenho". Ainda que ainda não haja conhecimento de ataques que façam uso das falhas Spectre e Meltdown, elas são graves e devem ser corrigidas, então não há como culpar a Apple neste caso. Outras empresas estão enfrentando esse dilema entre segurança e desempenho, mas optar por não lançar nenhuma atualização seria negligência.
Fonte: Olhar Digital

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018