bannerrootday

WPA3 deve chegar ainda em 2018 para tornar conexão Wi-Fi mais segura




Os primeiros dispositivos compatíveis com o protocolo WPA3, novo padrão de proteção de redes Wi-Fi, devem chegar ao mercado ainda em 2018. A Wi-Fi Alliance, entidade responsável pelas certificações da conexão Wireless, divulgou nesta semana alguns detalhes sobre a tecnologia. Além de uma criptografia aprimorada, a proteção contra ataques do tipo força bruta está entre os recursos do novo padrão.

O anúncio chega após um 2017 conturbado para a conexão Wi-Fi. A falha conhecida como KRACK atingia uma vulnerabilidade justamente no WPA2, o protocolo de segurança mais utilizado atualmente.

Um dos pontos em que o WPA3 deve melhorar é a segurança dos dispositivos conectados em redes Wi-Fi públicas. De acordo com a Wi-Fi Alliance, o novo protocolo vai fortalecer a privacidade dos usuários conectados em redes abertas ao adotar uma criptografia de dados individualizada. Na prática, a tecnologia adiciona mais camadas de segurança para evitar que informações sejam interceptadas por terceiros.

Outro recurso diz respeito à senha. A expectativa é de que o WPA3 traga uma espécie de proteção contra ataques do tipo força-bruta, quando um hacker utiliza um software para testar milhões de senhas em pouco tempo. Esse tipo de proteção, que já pode ser vista na maioria dos serviços online, limita o número de tentativas de login. A função é útil para evitar acesso indevido à rede, especialmente para quem não utiliza senhas muito complexas.

Também é esperado que o WPA3 seja mais amigável com dispositivos de Internet das Coisas. Isso porque a novidade deve permitir a configuração de uma rede de aparelhos sem tela ─ ou com interface de exibição limitada, como define a Wi-Fi Alliance ─ por meio de outros dispositivos, como um smartphone, por exemplo.

O WPA3 também traz uma nova criptografia mais robusta de 192 bits (o WPA2 tem criptografia de até 256 bits), criada em conformidade com a CNSA (Commercial National Security Algorithm) e do Comitê de Sistemas de Segurança Nacional, entidades de segurança dos Estados Unidos.

A promessa é de que os primeiros aparelhos com o novo protocolo de segurança sejam lançados ainda este ano. Em paralelo, a Wi-Fi Alliance também garantiu que vai manter atualizações para o WPA2.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec

SanDisk lança cartão microSD de 400 GB para celulares na MWC 2018