bannerrootday

Chrome vai classificar todos os sites sem HTTPS como 'não seguros' em julho



A partir de julho, o Google vai intensificar sua luta em defesa de um protocolo mais seguro para a troca de informações na internet. Todos os sites que não usam HTTPS serão classificados como "não seguros" pelo navegador Chrome.

O HTTPS é um protocolo que usa criptografia para embaralhar as informações de um modo que elas só possam ser compreendidas pelo receptor. Assim, a navegação fica mais segura e com menor risco de ser interceptada por hackers.

Já o HTTP é um protocolo mais antigo e menos seguro, que pouco a pouco tem sido abandonado pelo Google. A empresa já privilegia sites no seu resultado de busca que usem o HTTPS e ainda mostra um cadeado verde na barra de endereços do Chrome para indicar que aquela página é segura.

Mas até agora, o Chrome trata páginas em HTTP de maneira neutra. A partir de julho, essas páginas ganharão uma etiqueta na barra de endereços do Chrome onde se lê "Não seguro", indicando que aquele site não é tão confiável quanto um que usa o protocolo HTTPS.

Segundo Emily Schechter, chefe da segurança da equipe do Chrome no Google, 81% dos 100 sites mais acessados da web já usam criptografia. Por conta da crescente adoção desse padrão de segurança, a empresa acredita que é hora de punir quem ainda não fez a transição do HTTP para o HTTPS.

A mudança virá com a atualização de número 68 do Chrome. A nova classificação "vai ajudar os usuários a entender que todos os sites HTTP não são seguros, e vai continuar a mover a web rumo a uma rede mais segura pelo HTTPS como padrão", disse Emily no anúncio oficial da novidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuidado com as redes gratuitas nos Jogos Olímpicos de 2016

CANAL NO TELEGRAM

Aprenda mais sobre segurança da Informação no evento Worksec